musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - APENAS 20 - LETODIE - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Apenas 20 letra


Mais um quarto de hotel, mais uma puta sem roupa
Louca, falando merda de um modo sutil
E eu vazio, olho pro céu, ascendo um Vogue
Estranho, eu nem me lembro do teu nome
Escuta, eu tenho coisa pra fazer
Te veste mete o pé que ainda tenho que escrever
Mais duas faixas pro EP, montar track, testar beat
Dinheiro pra fazer, e eu ainda só com vinte
Anos, planos, mano, que fita
Mero engano apesar de ser bonita
Cita meu vulgo, geme, na minha cama
Eu finjo que me importo, ela finge que me ama
Amor de fim de semana, já nem sei mais quem eu sou
E toda essa lama, que nem minha ex aguentou
Ela quer, é, jura que é diferente
Porra, eu amo o jeito que elas mentem

Muito novo pra agim como velho
Velho de mais pra agir como novo
A resposta pesa, mano é serio
E o que eu queria era ter dez de novo

É pouca idade pra muito cansaço
E metade dos sorrisos que eu recebo, tudo falso
Se não fosse palco, se não fosse grana
Quantas dessas damas iam querer minha cama?
Mas oque conta aqui é só momento
Grana na conta, carro e apartamento
Penso em tudo que eu ganhei, e sem requinte
Me sinto um merda e ainda só tenho vinte
Anos, planos, mano, que fita
Mero engano e ao redor tudo me irrita
Cita, vai, mais um adendo no contrato
Dita, vai, o que eu faço de fato
Café quente, clima frio, tá tudo estranho
Na minha mente eu vejo o quarto girar
Água gelada na cabeça, tomo um banho
Olho pro espelho, e é só maldade no olhar

Muito novo pra agim como velho
Velho de mais pra agir como novo
A resposta pesa, mano é serio
E o que eu queria era ter dez de novo

Mais um dia vazio, outra mulher louca
E eu sem roupa, em outro quarto de hotel
Sem olhar pro céu, sutil, ascendo um Vogue
Estranho, eu nem me lembro do meu nome
Ela entra no banheiro com isqueiro, dou as costas
Pergunta: tu tá bem? Eu não dou nenhuma resposta
Fecha a porta na maldade, e eu vazio
Por um momento me concentro só no fio
Que ela usa e abusa, me fazendo esquecer
Do poço que ue cavei, do monstro que criei
Procevê, tá confusa, deixa quieto
Ela não sabe se deu pra eu ou pro Leto
Não me conhece, e nunca vai saber
Porque tudo que ceis vê, é o que eu deixo vocês ver
Pra ser sincero rimo em cima do beat
Me sinto um merda e ainda só tenho vinte

Muito novo pra agim como velho
Velho de mais pra agir como novo
A resposta pesa, mano é serio
E o que eu queria era ter dez de novo

Anos, planos, mano, que fita
Mero engano, mas desconto na escrita
Sinto os parasitas, minto, minha alma grita
E nessa hora não importa se é bonita
Maldita, e todo dia é igual
Uma, duas, três, e eu vazio no final
Ó só, tranco o quarto, escrevo durante horas
Acabo, leio tudo, amasso bem e jogo fora
Pauso o trabalho, penso no passado ainda
Caralho prarece que foi em outra vida
Fita rara lembra-me do começo
Cara, nem eu mesmo me reconheço
O mesmo sentimento, pessoas diferentes
E eu aqui com os mesmo erros de sempre
Faço plano, causo dano pra quem amo, é o seguinte
Desculpa, eu ainda só tenho vinte

Muito novo pra agir como velho
Velho de mais pra agir como novo
A resposta pesa, mano é serio
E o que eu queria era ter dez de novo

LetoDie - Letras

©2003 - 2017 - musicas.mus.br